segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Flower Power(ed)

Podem não parecer uma peça básica, mas são. As calças ou leggins com padrão floral dão com todo o tipo de visual. Ora vê:
Calças H&M, t-shirt e anel Purificación Garcia, carteira Coach, sapatos Mango
(preços sob consulta)
Calças H&M, t-shirt Mango, pulseira Bimba & Lola, carteira Manjerica, sapatos Zara
(preços sob consulta)

Calças Massimo Dutti, camisa Bimba & Lola, colar Aldo, carteira Coach, sapatos Uterqüe
(preços sob consulta)


Adaptado de: https://www.facebook.com/revistasaberviver?ref=stream

domingo, 5 de agosto de 2012

Guia de sobrevivência nos saldos

Os saldos de verão já começaram e, embora eu deteste esta altura do ano - é sinal que o verão está a arrancar para a recta final - é a melhor altura para comprar aquela peça que custa os olhos da cara a um preço mais acessível. No entanto, é bom ter algumas coisas em conta, para não olhar para dentro dos sacos ao chegar a casa e ter uma apoplexia. Ou, pelo menos, para evitar entrar na paranóia do "para-que-é-que-comprei-isto-se-não-tenho-nenhum-baile-de-gala-nos-próximos-500-anos".

Regra número 1 - e a mais importante:
Vá, eu sei que é época de crise e umas comprinhas fazem sempre bem para desanuviar a alma. Mas para que a alma não fique ainda mais pesada ao chegar a casa, estabelece um valor máximo para esbanjar nas compras. Isto é válido mesmo para fora da "época de caça". Põe de parte 70% desse valor para peças que realmente precisas e guarda os restantes 30% para alguma extravagância. Em saldos vale sempre a pena apostar nos básicos - sempre necessários -, um bom casaco (que a seguir ao verão vem as noites frescas de Outono e o Aleatório não quer que ninguém se constipe, embora isso possa levar a que tenhamos mais visitas. Mais gente em casa, mais gente na net, certo?). Ah, e o cartão de crédito é para ficar em casa.
A sugestão: Um vestido preto por cima do joelho. Combina com todo o tipo de visual, desde o mais formal ao pós-praia.

"Raios. Para comprar aquela mala tigresse, vou ter de passar o resto da semana a tostas e atum"
Regra número dois:
Ir vestida à altura do acontecimento pode parecer picuinhice nossa, mas não é. Senão, repara: se fores com roupa fácil de tirar, mais coisas experimentas nos provadores e menos hipóteses tens de levar alguma peça que te caia mal ou que não te sirva. Além disso, evita complementos muito espampanantes que possam influenciar a análise que vais fazer daquela blusa giríssima. O mesmo vale para a maquilhagem. Ir aos saldos pode ser uma batalha, mas dispensa-se a pintura de guerra.
A sugestão: Um vestido sem fecho atrás e umas sabrinas sem salto são o ideal, não te vão fazer perder tempo no despe-veste-experimenta-despe-veste e não te vão fazer doer os pezinhos quando estiveres a bater as lojas.

Regra número três: Quando a esmola é muita, o santo desconfia, por isso verifica muito bem se aqueles calções com 90% de desconto não estão manchados, esfiapados ou danificados - se não fizer parte da peça, claro. O manchado e esfiapado está na moda. Evita comprar sem experimentar e se não se sentir bem com a peça, não a leve, mesmo que pareça quase de graça. E atenção que, muitas vezes, as lojas aproveitam a época para escoar restos de colecções antigas.
A sugestão: Se ninguém os comprou, por alguma razão foi.

"Olha-me só esta saia com 99% de desconto e que eu nunca vou usar!"
Regra número quatro:
Atenção aos tamanhos. Não vale a pena comprar se não é o teu tamanho. Se for demasiado pequena, a peça não te vai servir (para além de te ir encher de complexos de gordinha), se for demasiado grande ou vai parecer que tens vestido um saco de batatas, ou nunca mais te vais lembrar de mandar apertar. Por isso, a menos que seja esse o objectivo - como em hoodies ou em túnicas - opta sempre pelo teu tamanho!
A sugestão: Não te esqueças, em caso de dúvida, não compres.

quinta-feira, 26 de julho de 2012

P'la rua.

Depois de um interregno(zão), o Aleatório está de volta. Pois é, depois de uma ida falhada a Cascais (e que ficou-se por Lisboa) para ver Morrissey - sim, o vegetariano, charmoso e mau-feitio ícone dos anos 80 - trago algumas ideias para colocar em prática aqui no blogue.
Lisboa é sinónimo de gente aos magotes pela rua. E embora eu não tenha propriamente lata para andar a pedir às pessoas para lhes tirar fotografias - já vi gente ser apelidada de tarada por menos que isso - fico-me por roubar algumas imagens por aí. Mas pela rua, na mesma. O espírito "on the road" chegou ao Aleatório.

Retirado do website da revista Vice


Como gostas de sair à rua? Casual? Mais formal - nunca se sabe o que pode acontecer? - Deixa o teu comentário.

- Sara

segunda-feira, 9 de julho de 2012

Fora do normal.

Para quem gosta de dar nas vistas, uma boa opção a ir para a rua com roupa de palhaço, ou algo assim, é apostar nos complementos. Cores, animal print ou pormenores inusitados em peças normalíssimas:

Leica D-Lux by ColorWare
. Preço sob consulta

Adidas JS Leopard, $225

O segredo? Imaginação, muita imaginação :)

terça-feira, 3 de julho de 2012

É impressão minha...

... ou os 80's estão absurdamente na moda?

Awww...

Minhas, minhas, minhas.



Estas chegaram-me ontem às mãos. São tão fofas!
Vesti hoje a t-shirt, é assimétrica, enoooorme e deixa um ombro de fora, para se ver bem os resultado da malhação.
E depois aquela frase que me faz sempre lembrar uma das minhas músicas favoritas...

segunda-feira, 2 de julho de 2012

Technicolor

A tendência é color block. Misturar cores complementares, num imenso bloco de cor. Na roupa, nos acessórios, na maquilhagem. É verão, altura para excessos (lembra-se da Agatha Ruiz de La Prada, tão em voga há uns anos atrás? Pois, é esse estilo).

Atenção para não parecer um semáforo, ainda assim. Uma peça branca no meio de toda a cor aligeira o conjunto e torna-o mais agradável ao olhar.
Aposta forte nas calças coloridas (blue jeans? Isso é tão last season), acessórios néon e unhas de cores fortes.

Botas Jeffrey Campbell $172

Por hoje é tudo. Peço desculpa pela ausência nestes últimos dias, mas tenho andado um pouco em "baixa de forma".

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Só porque eu posso.

Posso publicar o que eu quiser, certo? Mas faz sentido, são dois ícones da moda :)
(sim, sou obcecada. E gosto!)
Iman e David Bowie

quarta-feira, 27 de junho de 2012

Skin and bones

Uma das grandes tendências na moda - vá, acho que esta tendência nunca o deixou de ser dentro dos conceitos mais alternativos - é a beleza interior. Não aquela coisa de "personalidade acima do aspecto", mas mesmo interior, de interior mesmo. Oh, estou a divagar. Pronto, referia-me a ossos. Tíbias, fémures, caveiras. Principalmente caveiras. E estão a saltar das prateleiras de lojas mais góticas e obscuras para um plano mais urbano. É chique.
Oblivion Shop (Porto), 34€40
Jefferey Campbell para TopShop
Bershka, 7€99
Alexander McQueen